Uma história do samba – Bibliografia

Aqui, uma lista dos livros consultados e/ou citados nos textos dos posts anteriores.

ALENCAR, Edigar de. Nosso Sinhô do samba. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1968.

____. O carnaval carioca através da música (Vol.2). Rio de Janeiro, Livraria Freitas Bastos, 1965.

ALVARENGA, Oneyda. Música popular brasileira. São Paulo, Globo, 1950.

As escolas de Samba Sergio Cabral

BARBOZA, Marília Trindade e Arthur Oliveira Filho. Cartola, os tempos idos. Rio de Janeiro, Gryphus, 2003 (ed. atualizada).

CABRAL, Sérgio.  As escolas de samba do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Lumiar, 1996.

____. Pixinguinha: vida e obra. Rio de Janeiro, Lumiar, 1997 (3a ed.).

CARVALHO, Hermínio Bello de. Mudando de conversa. São Paulo, Martins Fontes, 1986.

carmen biografia

CASTRO, Ruy. Carmen: uma biografia. São Paulo, Companhia das Letras, 2005.

____. Chega de saudade. São Paulo, Companhia das Letras, 1995.

____. Ela é carioca. São Paulo, Companhia das Letras, 1999.

ENEIDA. História do carnaval carioca. Rio de Janeiro, Record, 1987.

FERREIRA, Felipe. O livro de ouro do carnaval carioca. Rio de Janeiro, Ediouro, 2004.

A-era-dos-festivais livro

HOMEM DE MELLO, Zuza. A era dos festivais: uma parábola. São Paulo, Editora 334, 2003.

JOTA EFEGÊ (João Ferreira Gomes). Figuras e coisas da música popular brasileira (2 vols.). Rio de Janeiro, Funarte, 1980.

MASSIN, Jean & Brigitte. História da música ocidental. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1997.

MÁXIMO, João. Paulinho da Viola: sambista e chorão. Rio de Janeiro, Relume-Dumará, 2002.

MOURA, Roberto M. No princípio, era a roda. Rio de Janeiro, Rocco, 2004.

LOPES, Nei. Enciclopédia brasileira da diáspora africana. São Paulo. Selo Negro, 2004.

PAVAN, Alexandre e Irineu Franco Perpetuo. Populares & eruditos. São Paulo, Invenção, 2001.

____. Timoneiro – Perfil biográfico de Hermínio Bello de Carvalho. Rio de Janeiro, Casa da Palavra, 2006.

RANGEL, Lúcio. Sambistas & chorões. Rio de Janeiro, Livraria Francisco Alves, s/d.

sambistas e chorões Lucio Rangel

SEVERIANO, Jairo e Zuza Homem de Mello. A canção no tempo (2 volumes). São Paulo, Editora 34, 1998.

SEVERIANO, Jairo. Uma história da música popular brasileira: das origens à modernidade. São Paulo, Editora 34, 2008.

SOUZA, Tárik de. Tem mais samba: das raízes à eletrônica. São Paulo, Editora 34, 2003.

caldas barbosa tinhorão

TINHORÃO, José Ramos. Domingos Caldas Barbosa. São Paulo, Editora 34, 2004.

____. Pequena história da música popular brasileira. São Paulo, Art, 1991.

VÁRIOS AUTORES. Enciclopédia da música brasileira. São Paulo, Art Editora/Publifolha, 1998 (2a ed.).

VASCONCELOS, Ary. Panorama da música popular brasileira (2 volumes). Rio de Janeiro, Martins, 1964.

VIANNA, Luiz Fernando. Geografia carioca do samba. Rio de Janeiro, Casa da Palavra, 2004.

SITES CONSULTADOS:

Acervo Hermínio Bello de Carvalho

Clique Music

Instituto Moreira Salles

Memória Musical

Músicos do Brasil

Anúncios

6 comentários sobre “Uma história do samba – Bibliografia

  1. Saudações positivas a você, Alexandre Pavan!

    Não conhecia seu blog, mas agradeço a Deus por tê-lo em meus favoritos, a partir de agora.

    Sempre fui um entusiasta da TVE e da TV CULTURA. Dissemino que são, no Brasil, os dois ícones maiores em conteúdos educacionais, culturais e sociais, em todos os âmbitos que essas modalidades abarcam.

    Quero deixar, aqui, em modestias palavras, minha admiração por sua tragetória profissional, em toda ela inserindo sua atenção, respeito e gratidão pela cultura desse país, sobretudo a musical.

    Se todo profissional brasileiro tivesse uma parte de si engajada na preocupação com a continuidade das tradições que fazem dessa terra um lugar singular no planeta, não haveria tanto desdém acerca de nosso país, sobretudo pelos próprios nativos.

    Mosaicos é um programa especial que todos deveriam sorver, para o bem da própria saúde dos olhos, dos ouvidos e da alma. Espero que permaneça à frente dele, pois seu talento se faz necessário; e que nossa televisão não deixe de levar esse deleite a milhares de lares que certamente o assite.

    Mosaicos é uma vela a mais entre as poucas que se fazem interceção pela música popular brasileira de qualidade. se ela se apaga, uma parte dessa força e da tv nacional perderá seu brilho, sua luz.

    Parabéns, mais uma vez, pelos programas sensacionais!

    Att.: Rafael Pessoa Sabino

    1. Rafael,
      Obrigado pelas palavras, fico lisonjeado.
      “Mosaicos” foi realmente um projeto muito bom de fazer. E melhor ainda é receber os elogios de um telespectador do programa.
      Abraços

  2. Alexandre, sou um entusiasta e amante da soul, mas jamais deixo de valorizar, apreciar e difundir os valores musicais da terra onde eu nasci e os quais tive o privilégio de conhecer. Dentre tantos que poderei citar em nossos diálogos futuros, por ora, atenho-me a um: o gênio Elomar. Perdi o programa Mosáicos com ele mas irei assistir a reprise, com ceteza, no domingo próximo.

    Com seu perdão, me atreverei a te fazer um pedido, e espero não estar sendo inconveniente. Sou apaixonado pela genialidade de Elomar, assim como a de outros gênios da música nacional como Chico Buarque, etc. Gravei o programa Mosáicos inteiro que foi feito com o Chico. Mas não encontro no youtube, nem na TV Cultura nem em lugar algum o programa inteiro com o Elomar. Gostaria de saber como adquirir isso que para mim é de valia incomensurável.

    Percebo que em seu blog você sempre posta trechos do programa. Seria possível que o fizesse, mas de maneira integral, acerca do programa com o Elomar? Sei que os vídeos estão todos armazenados no youtube. Por isso sei que isso não seria nada trabalhoso. Ou eu não me atreveria a te pedir.

    Espero que me possa fazer essa gentileza, mas independentemente de seu obséquio, agradeço mais uma vez por sua dedicação à proliferação da boa música para aqueles que conhecem e que não tiveram o prazer ainda.

    Abraço, mestre!

    1. Rafael,
      Eu havia colocado no YouTube um trecho do programa dedicado ao Elomar, de quem sou grande fã também.
      No entanto, respeitando um pedido de uma pessoa que cuida dos direitos do artista, tirei o vídeo do ar. Por isso que não está mais disponível.
      Abraços

  3. Boa noite, Alexandre!

    Que pena o programa inteiro não estar disponível! Eu tenho muitos aqui e não os público; apenas os tenho como satisfação pessoal e sempre os estou revendo.

    Acho uma bobagem essa questão de direito autoral quando se trata de um programa respeitado como é o MOSAICOS, já que há uma belíssima produção auditiva e visual. E difundir esse gênio de nome Elomar é um bem para a música, para o país, que pouco o conhece.

    Sei que você e eu fazemos parte de um seleto grupo que conhece e escuta esse tipo de música, refinada ao extremo, eu diria. Por isso lhe fiz o pedido. Se não pode publicar, compreendo e respeito demais. Mas se puder me passar somente esse programa do Elomar, seria de imensa valia para mim. Até porque meu aniversário está próximo e seria um presente duplo, para mim e meu pai, que é um homem que veio do campo e me ensinou o valor da canção que enaltece as riquezas da terra.

    Abraço, companheiro!

    Sucesso!

    Obs.: continuo acompanhando o MOSAICOS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s